_______________________________________________________

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

CONSELHOS da FONTE













CONSELHOS INTERPLANETÁRIOS - Criados para auxiliar, com o conhecimento da energia Ono-Zone, os mundos que não alcançaram o grau evolutivo exigido pela lei interplanetária para se incorporarem a âmbitos cósmicos. Nesta época, há Conselhos Interplanetários na órbita da Terra desempenhando diferentes tarefas, entre as quais: o suprimento dos meios para a elevação da atual Raça humana que habita a sua su­perfície; a aplicação das leis universais segundo os ciclos que a humanidade atravessa; a preparação da retirada dos seres autoconvocados e demais resgatáveis; a inserção, no nível etérico planetário, dos padrões de conduta do Novo Homem, bem como o acompanhamento do despertar interno dos indivíduos que assumem manifestá-los; o encaminhamento das mônadas aos seus destinos cósmicos; a condução das forças da Natureza segundo a lei da purificação.”  (Do livro “GlossárioEsotérico”, autor: Trigueirinho,Ed. Pensamento, 1994, pág. 86)







CONTATOS c\ SERES INTERPLANETÁRIOS
(ANNE GIVAUDAN)







              



“Conselhos de Cura Cósmica como Santa Esmeralda e Santa Ametista, Ordens Cósmicas como Melquisedeque e Metatrom, assim como o Conselho de Anciãos Shaknatrom são alguns dos núcleos que já revelaram as suas ações conscientes, na Terra, por meio de diversos canais humanos missionários, em nome do Amor Sabedoria que se sobressairá.”    (Do livro “VIA CORAÇÃO,caminhos da transformação”, pág 31, Horácio Netho, Ed. Alfabeto, 2011)













“Como um exemplo bem prático, mas também profundamente misterioso para aqueles que ainda não compreendem as realidades hierárquicas interligadas, citaremos um dos eventos que marcaram o caminho do Avatar indiano Sathya Sai Baba. Certa vez, um devoto próximo seu estava fazendo a sua transição reencarnatória (também denominada de ‘morte ou bardo’, por alguns de nós). O seu corpo físico falecido ainda se encontrava num leito, sendo acompanhado e velado por seus familiares. Sathya Sai Baba foi ao encontro daquele corpo e, chegando lá, pediu aos familiares presentes que os deixassem a sós naquele quarto com o corpo do devoto. Algum tempo depois, Sathya Sai Baba saiu daquele quarto caminhando e acompanhado de seu devoto que havia retornado ao corpo físico, para surpresa e espanto dos que presenciaram este evento. O devoto testemunhou que a sua consciência sutil estava ao lado do corpo físico acompanhando a sua ‘pseudo-morte’, e quando Sathya Sai Baba chegou, eles foram conduzidos a um Conselho de Seres Espirituais quando, a pedido de Sathya Sai Baba, as vidas anteriores daquele ser foram revisadas. A favor de seu devoto, Sathya Sai Baba interveio junto àquele Conselho Espiritual e, de forma positiva, a sua atual encarnação física foi retomada e postergada por mais algum tempo. Evento este que nos confirma a realidade das atividades das Hierarquias Espirituais e dos Conselhos Cósmicos que nos acompanham.”   (Do livro “COMANDO ESTRELINHA, Temas Transcendentais”, págs 193 e 194, Horácio Netho, Ed.Alfabeto, 2012)


                           










(Extraído do livro “Glossário Esotérico”, pág. 85, Trigueirinho,Ed. Pensamento, 1994)







"Somos uma raça do Povo Estelar que existe além dos limites físicos. Foi exatamente por isso que os Conselhos nos escolheram para falar a vocês. Podemos ser chamados de 'Povos das Nuvens'. Nossa forma altera-se como as nuvens. Existimos em um lugar que, para que vocês compreendam, é o espaço interdimensional. Estamos aqui para falar a vocês sobre o que significa ser o verdadeiro 'EU'. O destino humano é um destino de grande beleza, que literalmente não tem limites nem fronteiras para o 'EU'. Somos pessoas que fluem juntas, se fundem e emergem. Assim são as profundezas dentro do Ser Humano. Como o espaço interior ainda é um Mistério, a nossa vida é inimaginável para vocês." (Do livro "LEIS ESTELARES, O Caminho da TerraEstrela", pág 31, Autor: Xamã Estrela de Prata, Ed. Madras, 2006)











“Para que um Conselho Cósmico projete a sua luz na Terra, através do Reino Humano, se faz necessário que os integrantes deste Reino que vão experimentar estas realidades tenham consciências sutis despertas. O ‘Corpo de Luz’ é a primeira consciência humana que credencia um ser humano a ter uma experiência por via direta com os Conselhos Cósmicos. Sendo o ‘Corpo de Luz’ uma consciência limitadamente terrestre, lida ainda com os aspectos formais dos propósitos do planeta. Porém, a natureza mais elevada de um Conselho Cósmico não é material e formal e, assim, para um contato mais real de algum ser humano com estas realidades, o seu espírito cósmico (Mônada) passa a ser a consciência mais fidedigna para tal. A Mônada é a primeira consciência cósmica que um ser humano desperta para a sua vida além Terra, onde o mundo das formas materiais é transcendido e a relação superior com a vida passa a ser captado em um estado de pura ‘Luz’.  Portanto, um contato mais fidedigno e verdadeiro de um ser humano com um Conselho Cósmico se dá em ‘Flashes de Pura Luz’, sem interferência do mundo formal para a sua consciência, mas ao mesmo tempo aprofundando a sua compreensão sobre este mesmo mundo. Em minha experiência particular, revelo que tenho recebido contatos de alguns Conselhos Cósmicos ligados às atividades de Cura e Instrução para a Terra. Especialmente, o Conselho Shaknatrom de Anciãos da Confederação Intergaláctica, através da luz de ‘Sida Capresh’, revelou-me os limites de suas atividades por todas as galáxias que compõem este nosso Universo Local. Sendo que revelações focais como esta, aqui testemunhada, estão auxiliando a humanidade a compreender melhor a natureza das atividades do ‘Mundo Celestial’. De grande mistério são os meios como um Conselho Cósmico se faz consciente para uma mente divina desperta. Através de sinais que se manifestam desde os níveis mais densos da matéria terrestre até os mais sutis das energias celestes, os Conselhos Cósmicos vão refinando as consciências de seus contatados estimulando a prática da ‘Atenção Plena’ como base fundamental para se fazerem percebidos. Usufruem de todos os elementos existenciais disponíveis na experiência do planeta, em qualquer Reino e em qualquer situação acima da dualidade. Desta forma, cores, animais, números, nomes, formas geométricas, movimentos, astros, etc... tudo realmente pode ser usufruído de uma forma atemporal e surpreendentemente mágica para uma mensagem que estes conselhos necessitem nos enviar. É através do desenvolvimento da atenção que as sinapses cerebrais vão se fortalecendo eletricamente e se iluminando. A atenção fortalece o desenvolvimento de todos os sentidos (olfato, gustação, visão, audição, tato, etc.) que devem ser aperfeiçoados para a consciência do corpo holístico humano. Somente com os sentidos externos bem desenvolvidos e apurados que um ser humano pode perceber a existência das dimensões mais sutis, através do despertar dos sentidos internos que os conecta com as suas realidades paralelas. Esta interconexão de sentidos, externos e internos, une a vida dos céus com a Terra através da atenção plena. Os Conselhos Cósmicos agem sempre no propósito de direcionar e ajustar a ‘Senda Espiritual’ mais adequada para o seu contatado, orientando-o de acordo com o seu acervo de experiências pretéritas e futuras, pois agem além dos espaços-tempos usuais para a Terra. E para cumprir este propósito, a presença de um Conselho Cósmico na vida de um ser humano pode ser reconhecida através do simples desenvolvimento de uma planta, num diálogo atento entre os homens, na manifestação de um evento sincrônico com os animais, numa mensagem simbólica de um número, enfim, por qualquer movimento que a vida possa oferecer em seu palco teatral das brincadeiras da Fonte. Atualmente, a humanidade da Terra está tendo a possibilidade divina de comungar conscientemente com as realidades que sustentam os propósitos de alguns destes Conselhos Cósmicos, que estão se revelando abertamente para a nossa evolução coletiva.”   (Do livro “COMANDO ESTRELINHA,Temas Transcendentais”, págs 167 a 169, Horácio Netho, Ed. Alfabeto, 2012)












CONSELHOS de ANCIÃOS – Existentes em civilizações intraterrenas e extraterrestres evoluídas, expressam elevada sabedoria. Seus membros são consultados em decisões concernentes à evolução de reinos, de povos e do planeta em que vivem. Tendo percorrido diversos pontos do cosmos durante milênios, acolheram as mais positivas sementes do Bem e irradiam a paz que alcançaram. Deles dependem Conselhos menores, que atuam em áreas específicas do desenvolvimento do planeta, bem como na interligação das civilizações em que estão sediados com núcleos cósmicos. Os Conselhos de Anciões vertem sobre a humanidade terrestre a essência da sabedoria, e esta se torna assim, disponível em diferentes graus, a todos os que lhe estejam receptivos.”   (Do livro “GlossárioEsotérico”, autor: Trigueirinho,Ed. Pensamento, 1994, pág. 85)











“O Conselho Shaknatrom de Anciãos é formado por consciências imateriais que se expressam a partir da oitava dimensão da unidade cósmica, além da vida formal. Representa um núcleo de Amor Sabedoria para todo o universo e não tem ação focal apenas para com uma humanidade de um planeta ou de um sistema solar, como no caso da Terra. Presta serviços à evolução harmônica do Cosmos, levando em consideração os propósitos comungados entre os mais diversos reinos da existência. Considera o momento, as características e a importância de cada ciclo para cada vivência a ser experimentada pela ordem da Fonte Primordial em cada super-universo, universo, galáxia, constelação ou sistema solar da rede holística de vida. Desta forma, a sua ação estende-se muito além das órbitas de nossas duas galáxias irmãs conhecidas como Via Láctea e Andrômeda.”  (Do livro “VIA TERRA, caminhos da luz”, Autor: Horácio Netho)











“Seriam estes vinte e quatro anciões apocalípticos os mesmos que compõem o Conselho Intergaláctico de Andrômeda e que aportou sua nave, em 08 de agosto de 2009, às zero hora (00:00h), no Vale de ERKS, na Argentina, para cumprimento de uma missão cósmica anunciada publicamente, através do Centro Espiritual Figueira, uma extensão física do Centro Intraterreno de Mirna Jad, em Minas Gerais?”   (Do livro “VIA CORAÇÃO, caminhos da transformação”, pág 113, Horácio Netho,Ed. Alfabeto, 2011)

                                                                                                 











sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

CRIANÇAS das ESTRELAS












AS CRIANÇAS ESTELARES
(DOCUMENTÁRIO)










“No mundo de hoje, há muitos adultos que carregam dentro de si fragmentos desse material genético antigo. O DNA dessas pessoas despertou de maneiras novas, trazendo à tona um novo leque de possibilidades. Os adultos que carregam esse material genético sentem-se deslocados do mundo, como se fossem diferentes dos seres humanos normais e tivessem uma grande necessidade de ‘voltar para a casa’. Muitos têm poderes psíquicos e uma in­tuição aguçada ou exibem outros talentos especiais, como a capacidade inerente da clarivi­dência, da cura e do conhecimento intuitivo que vai além das experiências. Essas pessoas são comumente chamadas de ‘Sementes Estelares’. As Sementes Estelares também sentem fascínio por certas estrelas e constelações, principalmente Órion, as Plêiades, Arcturus e Sírius. Algumas delas têm fascinação por Sírius B, que segue a mesma órbita circular de Sírius. Algumas Sementes Estelares divulgaram línguas, obras de arte, livros, músicas e símbolos que representam as suas origens estelares. Essas pessoas são as precursoras das nossas Crianças das Estrelas, que apresentam um progresso muito maior do ponto de vista genético e evolucionário. À medida que o DNA de origem estelar continua a evoluir naturalmente, as Crianças das Estrelas chegam a este mundo. O campo energético dessas crianças é muito bem sintonizado e apresenta um conjunto completamente diferente de relacionamentos energéticos harmônicos, em comparação ao dos seres humanos.”    (Do livro “Crianças de Hoje”, pág 103, autor: Dra. Meg Losey, Ed. Pensamento- 2007)













A GERAÇÃO do NOVO MUNDO
(Dra. MÔNICA MEDEIROS)











"As Crianças Cristal são a nova geração que chegou ao plano terrestre após as Crianças Índigo. São lindas por dentro e por fora - você pode olhar nos olhos delas e ver o amor divino e a sabedoria. Suas auras são brilhantes, radiantes e translúcidas - parecem brilhar desde seu interior! Elas falam de vidas passadas e de galáxias distantes, e possuem um discernimento profundo no que diz respeito à paz e ao amor."  (Do livro "AS CRIANÇAS CRISTAL",  Autora: Doreen Virtue, Ed. Madras, 2013)







CRIANÇAS do NOVO MILÊNIO
TRANSFORMANDO o PLANETA
(GLÁUCIA CERIONI e NOEMI PAYMAL)












“Com o atual processo de transição cósmica em pleno andamen­to, transmigrações de seres entre mundos diferentes estão ocorrendo. A raça humana terrena está recebendo uma nova codificação genética que possibilitará experiências supranaturais para aqueles que estive­rem em sua órbita. Neste ínterim, várias crianças estão em adaptação, na Terra, para assumirem as suas posições evolutivas, num futuro bre­ve. Auxiliarão os seres humanos terrenos e o próprio planeta a mani­festarem as leis que regem a vida superior cósmica que estão sendo implantadas. São portadores de Luz Estelar. Vários seres humanos de outras civilizações mais elevadas estão dirigindo as suas consciências para experiências neste planeta, decorrente da sua abertura de portais em direção aos desígnios da Confederação Intergaláctica.”  (Do livro “VIA CORAÇÃO, caminhos da transformação”, pág 203, Horácio Netho, Ed. Alfabeto,2011)







SERES ESTELARES na TERRA
(TRIGUEIRINHO)













CRIANÇAS e ADULTOS ÍNDIGOS e CRISTAIS
(Dr. OSVALDO COIMBRA)



“As Crianças Índigo são crianças espetaculares. Estão chegando para ajudar na transformação social, educacional, familiar e espiritual de todo o planeta, independente de fronteiras e de classes sociais. São catalisadores desencadeando as reações necessárias para a transformação. Elas possuem uma estrutura cerebral diferente no tocante ao uso da potencialidade dos hemisférios esquerdo, menos desenvolvido, e direito, mais desenvolvido. Isso quer dizer que elas vão além do plano intelectual. Elas exigem dos ambientes à sua volta certas características que não são comuns nas sociedades atuais. E elas vão agir, aliás, já estão agindo através do questionamento e transformação de todas as instituições rígidas que as circundam, começando pela família. Família que se baseia na imposição de regras, sem tempo de dedicação, sem autenticidade, sem explicações, sem informação, sem escolha e sem negociação. Essas crianças simplesmente não respondem a essas estruturas rígidas, porque para elas é imprescindível haver opções, relações verdadeiras e muita negociação. Elas não aceitam serem enganadas porque elas têm uma intuição para perceber as verdadeiras intenções dos adultos e não têm medo. Portanto, intimidá-las não traz resultado, porque elas sempre encontrarão uma maneira de obter a verdade. A segunda instituição vulnerável à ação dos Índigos é a escola. Hoje, o modelo de ensino é sempre imposto sem muita interação, um modelo feito para o hemisfério esquerdo do cérebro, o racional, o lógico, incompatível com os Índigos que naturalmente têm o hemisfério direito mais desenvolvido, o que lhes dá o grande poder intuitivo, a grande capacidade de percepção extra-sensorial. Como elas possuem uma estrutura mental diferente, elas resolvem problemas conhecidos de uma maneira diferente, além de encontrar formas diferentes de raciocínio que abalam o modelo atual de ensino. Assim, através do questionamento, elas influenciarão todas as demais instituições, o mercado de trabalho, a cidadania, as relações interpessoais, as relações amorosas, as instituições espirituais, pois elas são essencialmente dirigidas pelo hemisfério direito [...] Nos anos oitenta e noventa, mais e mais ondas de índigos chegaram, agora com uma sensibilidade e refinamento maiores ainda! E no final dos anos noventa e início de dois mil eles estão ganhando a companhia das ‘Crianças Cristal’ que chegam também como guerreiros… mas guerreiros espirituais! Presentemente, nós estamos vendo uma geração de Mestres vindos para o nosso planeta, essas crianças fantásticas também chamadas de ‘Crianças das Estrelas’. Elas são a nossa esperança para o futuro, elas são a nossa esperança para o presente. A missão primária de uma Criança Cristal é ensinar as maneiras da vida multidimensional em harmonia, paz e amor. Elas estão vindo nos ensinar como viver vidas emancipadas com o reconhecimento dos nossos plenos poderes. Elas estão vindo para nos ajudar a nos ligar novamente com as Energias Divinas. Elas representam o caminho futuro da raça humana. E uma das dádivas mais mágicas delas para conosco é que elas são catalisadores para a nossa evolução: várias crianças e adultos Índigo estão fazendo a transição para o estado Cristal com a ajuda da elevação energética que essas crianças fornecem pela mera presença delas na Terra. As Crianças Cristal são primariamente reconhecidas pelas suas auras que são geralmente claras como cristal mas também podem ter tons de dourado, azul-índigo ou púrpura, dependendo de sua afiliação de Raio. As Crianças Cristal nascem com acesso ao seu Eu Multidimensional e estão geralmente ancoradas na Sexta Dimensão com a habilidade de se abrirem para a Nona Dimensão, a completa Consciência do Cristo! Isso quando o planeta estiver pronto, provavelmente em torno do ano de 2012, quando a primeira geração de Crianças Cristal atingir os 12 anos de idade.” (Celso Nogueira em: http://www.projetovega.com.br/novo/criancas-indigo-e-cristal/)















“A criança Cristal é capaz de ‘atrair’ para a vida dos pais as pessoas e eventos que os pais necessitam para seu desenvolvimento. Isto é porque a consciência da criança Cristal freqüentemente se estende de forma muito ampla e pode localizar e atrair aqueles seres que poderão ser mais benéficos naquele momento para a família. Portanto, pais de crianças Cristal freqüentemente se encontram numa trilha de acelerado crescimento e desenvolvimento que é a dádiva de sua criança. O crescimento espiritual irá auxiliar mais frequentemente a criar um nível superior de consciência dentro da família e também a criar novas formas de interação familiar e respeito.”  (Arcanjo Miguel através de Célia Fenn)






COMPREENDENDO as CRIANÇAS ÍNDIGO e CRISTAL
(AUTORES DIVERSOS)



"As crianças são o nosso futuro. O futuro dentro dessas crianças tem potencial para nos levar a dar uma guinada pelo bem maior da humanidade – se ao menos ouvirmos o que elas têm a dizer!" (Do livro “Crianças de Hoje”, Blackburn, Ed. Pensamento,2007, pág. 96)
















“A cada ano, duas importantes ativações ocorrerão no vosso Sol, que acabarão por afetar a humanidade como um todo. Portanto, todas as pessoas sentirão fluxos de energia e de mudança psíquica, o que irá gerar em parte da humanidade inquietação e insegurança. Já em outros, irá criar uma profunda certeza de que a ‘ERA’, há tanto tempo esperada, iniciou. Será um chamado para muitas pessoas em todos os planos e para as crianças será uma enorme motivação. Para aquelas que se desviaram do caminho, talvez seja a última oportunidade de reencontrá-lo e exercer o seu verdadeiro propósito divino [...] Aqui, parte do ‘jogo de xadrez’ do universo entra em uma nova etapa. A cada pessoa será reservada uma oportunidade de seguir o coração e realizar um trabalho de libertação e de purificação. Da mesma forma que essas crianças também possuem a missão e a oportunidade de prestarem um trabalho e de aprenderem para o seu futuro em outros mundos, que elas irão ajudar a construir, pois novas civilizações surgirão do que está sendo vivenciado neste momento dentro da amada Terra [...] Lembrem-se de que no momento, pela energia planetária, a sensibilidade é muito maior, o que exige um apoio também maior por parte dos pais, pois as crianças, assim como os animais, estão sensibilizados para as novas gamas de energia do universo terrestre e dos Mestre que aqui incidem. Vocês devem perceber que a Terra está passando por mudanças geológicas, inclinação do eixo, mudança de polaridade do campo magnético, alteração nos planetas vizinhos, o Cinturão de Fótons e outros aspectos que envolvem fortes alterações energéticas nas proximidades do vosso sistema solar. Tudo isso acaba por gerar um campo de energia que tem total influência sobre as formas de vida terrestres [...] A sensibilidade de todos é maior e as crianças estão mais suscetíveis a essas energias do que as pessoas eram no passado.”   (Do livro “Filhos das Estrelas”Rodrigo Romo, Shantar, 2008, págs 73 a 80)






CRIANÇAS e MAGIA
p\ UM SER ENVIADO da FEDERAÇÃO GALÁCTICA 
(MAGIC GLÓBIT)














“Este muito antigo conceito de que as crianças são os nossos instrutores, nos tempos de hoje, toma um sentido ainda mais amplo. Porque não só nós aprendemos com as crianças, porque elas foram as que chegaram por último e estão instruídas naquilo que é mais atual. Não só nós aprendemos com certas crianças, mas nós também depen­demos destas crianças.”   (Trigueirinho)











“Desde que começou a falar, me diz que veio de uma estrela. 
É muito comum vê-la observar Vênus, a estrela da noite, e cantar.”  (Do livro “Índigos”,  Autor: Lee Carroll e Jan Tober,  Ed. Butterfly, 2001, pág. 94)








CRIANÇAS ÍNDIGO e CRISTAL
(PROGRAMA PAPO de MÃE)





"A veneração infantil diante do ser humano torna-se-á mais tarde a veneração da verdade e do conhecimento.”  (Rudolf Steiner)












“Sammy diz que tem asas para voar, mas que também usa uma bolha para se proteger. Segundo ela é muito fácil: basta imaginar para onde se quer ir e já se está lá. Mas há um planeta onde venta tanto que é difícil chegar. Porém, quando se está nele tudo brilha muito e é maravilhoso. Diz também que gosta de voar ao redor dos anéis de Saturno e que a mãe Terra é esposa de Deus.”  (Do livro “Índigos”, Lee Carroll e Jan T.,  Ed. Butterfly, 2001, pág. 93)











“Parte da transição e atualização pela qual estamos passando pode ser percebida, através de uma observação atenciosa que possamos dar às experiências oferecidas para nós, por algumas destas novas crianças que estão nascendo recentemente na Terra. Elas fazem parte de um projeto de renovação da vida dentro do Reino Humano da Terra e, atualmente, têm sido reconhecidas como Índigo, Cristal, Esmeralda, Dourada, etc... Pois apresentam tonalidades de cores de auras sutis destacadas e harmônicas para os seus propósitos existenciais. Talvez, uma das principais mensagens que estas crianças estão nos trazendo é aquela que nos faz olhar mais para além das fronteiras do nosso limitado planeta. Talvez, já tenhamos alguma maturidade suficiente para lidarmos conscientemente com a vida cósmica e com outras humanidades mais evoluídas abertamente. Com as novas revelações espirituais que estão associando as experiências destas crianças a propósitos celestiais, poderíamos nos sentir agraciados sempre que estivermos diante destas crianças pois, em verdade, são elas que estão introduzindo no planeta uma nova forma de 'SER' humano.”  (Do livro “COMANDO ESTRELINHA, Temas Transcendentais”, págs 121, 122, 261 e 262, Horácio Netho, Ed. Alfabeto, 2012)







A CONFEDERAÇÃO INTERGALÁCTICA,
O CORAÇÃO e AS ESTRELAS
(HORÁCIO NETHO)











“... Se sua criança não parece ter descoberto o que quer da vida, isto mais provavelmente deve-se ao fato de que sua alma está à espera de uma vocação especial que ocorre no tempo divino, e não de acordo com os estágios geralmente aceitos do desenvolvimento humano, naquilo que vocês estão desejando para um filho. Almas sem número estão encarnando neste momento, codificadas dentro de si com um plano da mais alta importância na evolução da humanidade e do seu planeta, mas fora das expectativas da sociedade. Todo o tempo em que esperam o nascimento de sua vocação, estão jornadeando de maneira di­ferente, explorando seus recursos interiores pela experiência, e estabelecendo um sentido de 'EU', baseado mais no SER do que no FAZER." (Do livro “Deus Nunca Chega Atrasado, Nem Cedo Demais”, autor: Ian Graham, Ed. Madras, 2001, pág. 26)









“O aspecto lúdico invoca a criança interna que existe dentro de todo ser humano. É sábio buscar a realização das atividades com alegria interna, característica elevada das almas puras. Vez por outra, devemos nutrir a nossa criança interna com atividades prazerosas, que façam permanecer acesa a chama leve da alegria pulsante [...] Nos últimos anos, inúmeros seres de luz têm descido partes de suas consciências ao plano físico encarnacional da Terra. São crianças cósmicas especiais, missionários que auxiliarão a humanidade a se aproximar mais do amor sabedoria que deve reinar neste planeta. Cabe aos homens adultos acolherem estes pequenos mestres de vida, terem compaixão e humildade para abrirem os seus corações e se permitirem serem tocados por estes focos de luz, portadores de uma nova consciência [...] Entre 1970 e 1984, Babaji esteve presente no plano físico da Terra, habitando um corpo humano adulto. Assumiu-se como sendo Babaji, o grande mestre citado e cultuado por vários ensinamentos esotéricos e espirituais da Índia. Este mestre que também já esteve presente fisicamente na Índia, no começo do século passado, foi considerado como um impostor, sendo levado aos tribunais indianos em julgamento. Foi absolvido quando convenceu ao tribunal da sua natureza divina, não nascida de pai nem de mãe. Antes de desaparecer do plano físico e retornar aos mundos incorpóreos, profetizou que retornaria muito em breve, habitando desta vez um corpo de criança. Será reconhecido ou será novamente desconsiderado e levado a julgamento? [...] A consciência da criança tende à pureza, à liberdade, à alegria, ao momento do eterno agora, à diversão que a vida oferece e à divisão das responsabilidades com Deus. Um grande homem traz viva internamente a sua consciência de criança [...] Nas últimas duas décadas, começaram a nascer na Terra crianças oriundas de mundos mais elevados com o propósito de transformar algumas relações humanas comuns, em serviço à evolução planetária. São crianças que possuem vibrações específicas em suas auras e que conduzem características incomuns, quando comparadas às crianças humanas de outras décadas atrás. Já nascem com os olhos abertos, com movimentos e comportamentos precoces. Possuem uma alta capacidade intelectiva e de comunicação. Sabem conquistar os humanos comuns com suas versatilidades mentais, emocionais e físicas, manipulando-os facilmente para a satisfação dos seus interesses pessoais. Algumas são autocentradas e independentes, possuindo um grau de dificuldade para seguir regras e padrões impostos tradicionalmente por seus superiores. Não suportam mentiras e possuem uma excelente memória e senso de justiça. São harmonizadoras de problemas e ambientes, renovadoras de ideias e têm grande interesse nos ‘porquês’ das coisas. Não vivenciam o sofrimento como os seres humanos comuns, pois já nascem dentro de leis superiores livres dos carmas densos humanos e respondem às desarmonias e aos problemas com padrões comportamentais diferentes dos considerados normais. Algumas são consideradas hiperativas e com déficit de atenção por psicólogos e psiquiatras que, por vezes, usufruem de drogas (Ritalina - cloridrato metilfenidato) para acalmá-las, ignorantemente. Em verdade, a média geral de energia vital da atual humanidade é que é baixa, fazendo com que tenhamos sociedades hipoativas. Estas crianças de vanguarda são reconhecidas espiritualmente pelos tons de cores em suas auras que podem ser índigo, cristal ou dourado, por exemplo. Estão abrindo caminho para que uma nova raça humana se manifeste e se sustente na Terra.”   (Do livro “VIA TERRA, caminhos da luz”, Horácio Netho)













UMA VISÃO CÓSMICA
CRIANÇAS ÍNDIGO e CRISTAL
(DIVALDO FRANCO)




“Naquela mesma hora chegaram os discípulos aos pés de Jesus, dizendo: - Quem é o maior no reino dos céus? E Jesus, chamando uma criança, a pôs no meio deles. E dis­se: - Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos fizerdes como crianças, de modo algum entrareis no reino dos céus.”  (Mt 18, 1-3)










“Especialistas de diversas áreas atribuem a essas crianças, grande dose de intuição, capacidade telepática, faculdade de prever o futuro, de reconhecer a presença de seres sutis, como desencarnados, extraterrestres, duendes e elementais que nos rodeiam. Junto com isso, eles possuem a capacidade de ver espectros de luz e alguns sons que para a maioria, são imperceptíveis. Apresentam também uma hipersensibilidade tátil e grande capacidade de curar, quer seja pela força mental, pela descarga energética mais sutil e penetrante, quer por outros meios ainda não decifrados. Essas crianças chegam com a missão de elevar a energia vibratória e ajudar na passagem dimensional do planeta, conforme já falamos em artigos anteriores. Esses seres possuem uma estrutura orgânica diferente que os possibilita lidar com as impurezas humanas, com um código genético absolutamente diferente do até então conhecido, o que os torna um elo entre 3ª e 4ª dimensões. Isto é resultado não só de canalizações vindas do plano espiritual, como é meu caso, como de um novo domínio da psicoespiritualidade. Essas crianças nascem em lares de todos os níveis socioculturais, todas com um nível consciencial diferenciado. Existem certos traços físicos que os diferenciam das demais crianças: São altos, magros, com olhos grandes, olhar franco, a testa e/ou o lóbulo frontal ligeiramente acentuados e muito frequentemente são ambidestros. Muitas destas particularidades podem se enquadrar em diagnósticos como hiperatividade, dispersão, dislexia. Além disso, essas crianças costumam não gostar de carnes e alguns são vegetarianos. Estima-se que atualmente esta população infantil esteja em 40% das crianças nascidas desde 1987. Estes seres gostam de ser tratados como indivíduos, por isso sua educação deve ser baseada na transparência absoluta de condutas. Não se deve mentir, culpar, gritar, preservando acima de tudo sua autoestima. Deve se estimular sua superioridade mas nunca a competição. Deve haver toque, abraço, amor pelo olhar desde a primeira infância. Depois, vai se inserindo a noção de liberdade com responsabilidade, para que possam vir a desempenhar suas funções sem medos, pois este é o maior empecilho para a luz, para o crescimento em todos os níveis. Nem seria preciso mencionar que os métodos tradicionais de ensino, não são adequados para estas crianças, que podem ser vistas como crianças border line, ou seja, que estão no limite entre a normalidade e o comprometimento cognitivo. Seus educadores devem estar atentos para estas crianças e estimular suas qualidades, respeitando, efetivamente, seus entraves. Seria um sistema onde aprendessem de forma reflexiva e participante e não através de memorização. Eles se dispersam muito facilmente, podendo ser enquadrados em casos como DEPAC (distúrbio de processamento auditivo central). Os novos currículos profissionais serão baseados na honestidade, flexibilidade, pensamento intuitivo e prático para resolver problemas. Essa reforma no sistema educativo, incluirá matérias como: responsabilidade de poder, compreensão de tarefas, economia ética, ciência e espiritualidade, entre outras. Um lindo futuro nos espera, graças a esses seres, desbravadores, introdutores corajosos de um novo paradigma no seio de nosso caótico e belo planeta!” (Vera Helena Tanze em: http://somostodosum.ig.com.br/conteudo/conteudo.asp?id=3392)







ENTRE PAIS e FILHOS
(CRIANÇAS ÍNDIGO e CRISTAL)













“Muitas crianças são desobedientes e desprezíveis hoje, já que não têm outros exemplos a seguir. Infelizmente, pais, professores e líderes estão inflamando as paixões das mentes jovens e incentivando-as em ações inadequadas. Junto com Bala Vikas (educação espiritual para as crianças), os idosos também devem experimentar Vikas (desabrochar ou desenvolvimento) e levar uma vida exemplar de simplicidade, sinceridade e disciplina espiritual constante. Os pais esforçam-se para deixar uma pilha de riquezas para seus filhos, mas eles não ensinam aos filhos o devido sentido dos valores. As crianças deveriam ser ensinadas a viver como o lótus no lago: estando na água e não sendo afetado por ela. O lótus não pode sobreviver fora d’água, mas ele não permite que a água entre nele! Esteja no mundo, mas cuide para que o mundo não esteja em você. Este é o segredo da vida bem-sucedida que deveria ser ensinado aos jovens.” (Sathya Sai Baba


(DOCUMENTÁRIO)







“A missão de todas as Crianças Cristal é avançar a evolução humana pelo processo da ascensão. Elas estão aqui para nos mostrar como viver de uma maneira completamente nova e diferente. Só por chegarem em tão grande número e ancorarem a Energia Crística, elas estão facilitando uma mudança nas energias planetárias. Mas também estão aqui para nos ensinar técnicas de vida multidimensional para o reconhecimento dos nossos plenos poderes. A Criança Cristal move-se facilmente entre as diferentes dimensões. Não estão nada limitadas ao mundo da terceira dimensão; embora tenham corpos e funcionem na realidade da terceira dimensão, elas estão essencialmente sintonizadas na sexta dimensão e trazem essa energia para o nosso planeta.” (Em: http://revolucaodosindigos.wordpress.com/category/indigos-e-cristais-2/page/7/)





CRIANÇAS ÍNDIGOS e REENCARNAÇÃO
(DÉCIO NORBERTO)







“Estão entre nós quatro tipos de Índigos: o Artístico; o Humanista; o Conceitual e o Interdimensional. Todos eles têm a verdade muito mais próxima do exterior. O tipo Artístico é um experimentador. Todos estes 4 tipos trazem duas mensagens: “Cura a Terra” e “Não há tempo”. Como eles são sistemas energéticos sintonizados com a Nova Terra, têm dificuldade em lidar com a ideia de adiamento: “depois fazemos”, “talvez um dia”. Na vida familiar isto pode ser muito difícil de gerir, porque eles são muito teimosos, impacientes e imediatistas. A forma como este tipo Artístico responde ao “Cura a Terra” e “Não há tempo” é mais ou menos esta: Experimenta ver quantos copos é possível empilhar; pretende verificar se o peixe que está no aquário consegue sobreviver à água a ferver; experimenta pintar tudo de cores diferentes. Um Índigo artístico tem fome de criatividade. Muito rapidamente envia sinais de total tédio quando começa a ficar desfasado do que está a acontecer. Um Índigo Artístico cura por experimentar novas formas, novas combinações, cores e possibilidades. É muito comum estes seres editarem um disco aos 10 anos de idade ou terem desenhos publicados em revistas aos 14. Eles muito sensíveis ao meio ambiente, à luz, aos cheiros, às cores e aos ruídos. É como se trouxessem impresso dentro deles uma profunda harmonia. Muitas vezes a forma que eles têm de chamar a atenção de que um ambiente não é harmonioso é tornando-o ainda mais desarmonioso. É como se quisessem que o adulto visse que aquele caminho só disfarça a falta de harmonia. Estes Índigo artísticos, porque têm uma enorme sensibilidade, precisam de superfícies virgens. Muitas vezes estas crianças tornam-se difíceis de educar porque o mundo à sua volta, a casa, a escola, não têm superfícies virgens, áreas em que a criatividade seja instantaneamente invocada. Não há superfícies suficientemente brancas para eles fazerem quadros gigantes. Tudo já está saturado de uma velha informação, e não há espaço de laboratório. Eles têm de fazer experiências: têm de pôr cadeiras e mesas ao contrário; têm de ver em que ponto é que um CD parte... Isso faz parte da exploração deles. Aliás, isso é válido para todas as crianças, só que os Índigo precisam de refazer a informação. A sua atitude criativa pede superfícies grandes. Uma sala pequena, para eles, é pequeníssima, uma sala maior é normal e uma bastante ampla já é um espaço onde eles gostam de estar. Estes Índigo artísticos atuam como se quisessem desafiar a lei da gravidade no plano da criatividade. Fazem girafas com 4 cabeças, anjos com patins, polícias com casa de caracol às costas. Estas hibridações são a sua busca de ligar coisas. À medida que se desenvolverem, vão começar a trazer para a Terra novas energias. Os Índigo artísticos são muito ativos, pouco verbais, lidam com cores, cheiros, sabores, são sensoriais, sensuais, e com isso reorganizam o mundo até que o mundo esteja curado. A comunicação do Índigo artístico é feita através do que ele monta, desmonta e mostra. Ou seja, com uma caixa de Lego, ele, a custo, cumpre as instruções, busca inventar (e os Lego são óptimos para isso). O que ele diz é o que ele faz. Usa muitas expressões ligadas à visão: “Estás a ver?”, “Olha para isto”, “Vamos ver aquilo”. Usa muitas vezes a palavra ver, porque o lóbulo occipital está muito mais irrigado, e eles funcionam predominantemente através das imagens e do impacto cultural. O Índigo artístico vem para curar, principalmente, a desarmonia ambiental. Se conseguir cumprir o seu destino – eles são um dom do Logos encarnado sob a forma de uma criança – ele detecta a desarmonia e, ou acentua-a como a dizer: “Como vêem, vocês fazem mal, mas eu posso fazer ainda pior” ou tenta criar harmonia. O Índigo humanista é verbal. Além de falar, há uma elevada probabilidade de não se conseguir calar. Ele olha-te nos olhos, pede para te sentares, arranja o banco, senta-se à tua frente e fala, e tem um grande prazer nesta troca. Os Índigos humanistas são verbais, intensos na comunicação, gostam de pessoas e buscam pôr pessoas bem ou extremamente mal, depende. Os Índigo humanistas vêm para curar as relações humanas. Uma linguagem que os Índigos compreendem é a do respeito. O respeito é um espelho. Se conseguirmos comunicar-lhe que “respeito” é ter consciência de que não existimos no vácuo, de que somos interdependentes, que fazemos parte de uma malha, que tudo está ligado a tudo... nós conseguimos fazer-lhe ver que ele não existe no vácuo, que está num mundo com pessoas, que respeita a consciência dos outros e que cria em si um espaço para os outros. Como o Índigo humanista veio para curar as relações humanas, ele gosta de estar frente a pessoas e falar, falar, falar... Ele diz palavras que não compreende porque ouviu os outros dizer e pareceu-lhe bem. Pode usar uma palavra completamente deslocada como: “Eu hoje sinto-me corretamente”, porque está a procurar falar o mais cedo possível como um adulto, e estes humanistas é que são os psicólogos de esquina. Ele vai estar atento aos sentimentos dos outros, vai tentar falar sobre isso e encontrará uma forma de solucionar. O Índigo conceptual é o menos verbal de todos. Tu sabes claramente que é um Índigo conceptual porque há ali uma conspiração. Silenciosamente, ele elabora uma estratégia para, quando começar a falar, as pessoas perceberem que é muito importante o que ele tem para dizer. Ele é um guerreiro e vem para mudar o curso das coisas. Elabora mentalmente em abstrato e busca gerar soluções. Então, pode ficar muito tempo até dizer: “Ainda não sei bem”, porque ele, realmente, está a trabalhar numa solução, numa resposta. Estes são, dos 4 grupos, os mais responsáveis. Estão sempre a tentar perceber porque é que as coisas não funcionam bem na Terra. Se uma criança vê uma pessoa a pedir na rua, num semáforo, com uma criança ao colo e chega-se ao teu carro para te pedir dinheiro, se for um índigo, ele, realmente, vai elaborar isto para casa! O Índigo interdimensional é aquela criança que chega ao pé de ti e te diz: “Estive com o Palma.” E tu perguntas: “Estiveste com o Palma?” “Estive com o Palma.” “E o Palma não vem cá jantar?” “Não, hoje não pode vir.” “Então e como é o Palma?” “O Palma é careca, tem os olhos muito grandes e tem umas vestes muito compridas.” “De que cor são as vestes? “Oh!!! Azuis claras! (como se tu tivesses que saber qual era a cor) “Ah! São azuis claras! E o que é que o Palma disse? “O Palma não fala.” “Bom, e está a ser bom com o Palma?” “Está, estamos a fazer um desenho só que é com tinta invisível.” “Estás a fazer um desenho, com o Palma, com tinta invisível?” “É, não podes ver, mas eu e o Palma vemos.” Isto é um Índigo interdimensional, a criança que tem um amigo invisível que ninguém mais vê. A grande qualidade que o Índigo interdimensional trás com ele, mais tarde, é a da contemplação e da paz. O interdimensional é uma criança-canal. O interdimensional (a criança que está em contato com outras realidades) é um mensageiro que está sempre ligado a algo que não é daqui. São estas crianças que podem chegar ao pé de ti, puxar a saia e dizer: “Olha, o Palma não quer que tu faças essa comida” ou “O Palma não quer que fales assim com a avó ao telefone”. Um dos pontos essenciais que pode impedi-las de cumprir a sua tarefa, está relacionada com a alimentação. Os Índigo são altamente desenergizados por alimentos ditos “profanos”. A nossa água com cloro é uma água tremendamente desestruturada. Há uns tempos atrás foi feito um estudo sobre a qualidade da água que rodeia as células cancerígenas, e veio a descobrir-se que a água que circunda essas células é aquilo a que os físicos chamavam água desestruturada. É algo que rompe as camadas electrônicas que impedem um certo tipo de coerência molecular. A água é desestruturada pela presença do flúor, no caso dos Estados Unidos, e pela presença do cloro, no nosso caso. A água da torneira é uma água anti-vida das células. Estas crianças dependem muito mais da alma, para estarem vivas. Em nós, a distância entre os chacras da coroa, do coração e da raiz é enorme – o que significa que podemos fazer todas as asneiras do mundo que o chacra da raiz continua a funcionar. Nestas crianças, porém, o chacra da raiz depende do coração, depende da intuição, depende..., porque estão todos muito mais próximos uns dos outros. Uma forma de se compreender se um alimento tem força vital ou não, é: quando se sujeita um alimento a um tratamento interrogarmo-nos se nós próprios seríamos capazes de sobreviver àquilo. Isto é: cozinhar, congelar, enlatar, micro ondas, panela de pressão. É óbvio que a maior parte dos alimentos tratados desta forma têm a sua força vital aniquilada, eles, praticamente, só são portadores de vitaminas, proteínas, glicídeos, gorduras, etc., mas a força vital não está presente. Como estas crianças têm o chacra da raiz muito mais próximo dos outros todos, devemos dar-lhes alimentos bem próximos da origem: saladas, nozes, pinhões, amêndoas, doces sem açúcar (aprender a fazer), tofu, seitan, fruta; germinados, sumos de fruta feitos no momento, pois 20 minutos passados sobre a confecção eles perdem a força vital. Para estas crianças tudo significa tudo. Alimento pode significar equilíbrio emocional, inspiração. Inspiração pode significar deixar de ter fome. Um abraço pode significar uma maior velocidade de coagulação do sangue. Amor fortalece o sistema imunitário. Há empresas de alimentos rápidos que são autênticos venenos emocionais para estas crianças. Está demonstrado que os corantes e os conservantes aumentam a hiperatividade no que ela tem de pior. Há um lado de hiperatividade nestas crianças que é só energia, mas há um outro lado que tem a ver com o facto de elas não estarem a conseguir processar aquelas calorias, aqueles açúcares. Outro ponto a considerar é a existência de uma relação muito próxima entre hipoglicemia (falta de açúcar natural no sangue) e irritabilidade, agressividade e ansiedade. Significa isto que é útil impedir que elas passem muito tempo sem comer, porque, se houver um abaixamento do açúcar, rapidamente podem tornar-se irritáveis. Se lhes dermos um açúcar artificial elas entram em hiperatividade porque aquilo é um tipo de calor que não tem a ver com a pureza dos seus veículos. A fruta, os legumes e uma água filtrada ou água mineral, têm um enorme impacto sobre esses seres, mais do que se possa julgar.” (André Louro de Almeida em: http://www.casa-indigo.com/artigos/conferencia_a_louro_2.asp)






CRIANÇAS CRISTAL c\ ADRIANA PASQUINELLI
(PROGRAMA SEXTO SENTIDO)








“Em tempos passados, mensageiros da lei solar chegaram a este planeta e foram simbolicamente denominados ‘Filhos do Sol’. Viveram entre os homens da Terra e deixaram ensinamentos, sementes de uma vida pautada por leis de evolução superior. Todavia, não foram compreendidos. Hoje retornam e trazem consigo os ‘Filhos das Estrelas’, provenientes de sistemas estelares distantes, que conhecem os caminhos a serem trilhados pela Terra para sair do atual obscurantismo , pois já transcenderam as experiências negativas ora realizadas aqui. Vem em nome da paz universal. A vontade deles está unificada à vontade cósmica, que visa à ordem perfeita em toda a Criação. São chamas vivas de amor e suas luzes cruzam silenciosas o espaço sideral, despertando o homem terrestre para o seu próprio mundo interior.”  (Do livro “Glossário Esotérico”, pág. 160, Trigueirinho, Ed. Pensamento, 1994)













“Mais vale sermos expulsos do convívio dos homens que detestados pelas crianças.” (Richard Dana)












“Queridos Trabalhadores da Luz, é uma grande felicidade compartilhar com vocês a noticia da nova onda de Crianças das Estrelas que chegam ao Planeta junto com as novas energias. Estes seres tem entrado no campo de energia Planetária e estão nascendo neste momento como a mais nova onda de Crianças Cristal. Sua chegada tem sido parte da elevada Radiação e Luz que tem cercado a Terra desde o Portal 11:11:11. A presença delas tem ajudado inclusive na aceleração aumentada do campo de Merkaba da Terra. As pessoas tem sentido também a velocidade elevada nos seus próprios campos de Merkaba enquanto experienciavam o processo de ‘insuflamento’ vibracional com esta chegada destas sementes estelares e seus elevados níveis de consciência. As Crianças da Estrela Azul tem esperado até este momento para encarnarem no Planeta. Elas esperaram até que a Rede do Paraíso estivesse em seu lugar e um grande grupo de Trabalhadores da Luz tivesse passado para a 9ª Dimensão para manter a rede de Consciência Crística. Uma vez que estes dois fatores estivessem em seu lugar, as Crianças da Estrela Azul estavam aptas para encarnar para cuidar do seu trabalho especial. Elas nascerão em um nível de Consciência de 9ª Dimensão, e irão ancorar a sua encarnação material dentro da Rede do Paraíso. A Energia e Cor Harmônica na qual estas crianças encarnam é um Raio de intenso Azul Safira. Mas no interior do Raio Safira também existem brilhantes faíscas de Luz Branca Diamante. É como um Azul Fulgurante, uma flamejante energia cósmica de uma vibração muito elevada. Aqueles de vocês que foram capazes de sentir a sua energia tem se sentido desnorteados e com vertigens, e experienciaram uma desintoxicação já que seus corpos foram ‘insuflados’ à vibração destas almas que chegavam, pois elas ajudam a ‘erguer’ o Planeta mais adiante na sua jornada de Ascensão . O que também faz destas Novas Crianças únicas e maravilhosas, é que seus padrões de alma descendem do Sistema Estelar de Sirius, e elas trazem um novo padrão para a Terra que carregará as sementes da futura evolução e desenvolvimento espiritual humano na Nova Terra. Sim, queridas almas, mesmo agora enquanto a Nova Terra esta nascendo, as Dimensões mais elevadas se lembram de assegurar que a Humanidade continue a evoluir e crescer através das Oitavas de Luz. As Crianças da Estrela Azul carregam dentro de si mesmas as sementes de vida em uma Experiência de Oitava que começa com a Nona Dimensão, o lugar onde a maioria de vocês completará a sua jornada de Ascensão. As crianças da Estrela Azul permanecem bem equilibradas para continuar a jornada em direção da Luz. Mas, por enquanto isto não será ainda por muitas gerações, pois estas crianças serão sementes, e o que elas trazem será compartilhado com toda a população Cristal ou Crística da Terra. Inicialmente, as Crianças Estrela Azul irão encarnar entre todas as comunidades, mas elas buscarão especialmente encarnar entre as comunidades indígenas, ou em país que tem laços bem próximos com as comunidades indígenas. A razão para isso e que a primeira parte de seu trabalho e revitalizar e reenergizar as tradições Indígenas da Terra. Haverá tamanha corrente de vitalidade na sua presença que transformará e energizará as tradições e sabedoria dos povos indígenas. Elas próprias honrarão estas tradições e se entenderão com elas com grande respeito. Isto é necessário, de maneira que a população da Nova Terra aprenda a aceitar e honrar a Sabedoria da Terra das Comunidades Indígenas outra vez. E para que estas comunidades livrem-se de quaisquer sentimentos de exploração e inadequação, e uma vez mais honrem a fonte de sabedoria das suas tradições e rituais. Inicialmente também, estas crianças serão pontos ancora para a energia da Paz. Sua mera presença irradiará paz e calma. Elas serão imensamente poderosas, mas será o poder da absoluta integridade a alinhamento com a Energia do Coração, e com a Luz da Fonte da sua Origem, e elas nunca perderão esta Elevada Conexão. Elas serão poderosas, mas serão também muito gentis. Esta extrema nobreza criará o espaço de paz pelo qual vocês chegarão a reconhecê-las. Assim, queridos Trabalhadores da Luz, no meio de todo tumulto e mudanças e desafios deste tempo especial, vocês, com certeza são privilegiados por darem as boas-vindas às Crianças do Raio Azul Flamejante no seu Planeta!”  (Arcanjo Miguel através de Celia Fenn em: http://gabrielspider.blogspot.com.br/2011/05/as-criancas-da-estrela-azul.html)












As Crianças Índigo - 1
As Crianças Índigo - 2
A Herança Universal, Crianças e Realidades Cósmicas
(https://www.youtube.com/watch?v=zAufBBtd3Og)